DÍLI, 18 de setembro de 2020 (TATOLI) – Timor-Leste saiu da lista onde constam cerca de 60 países considerados frágeis, refere o relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), que destaca o reforço institucional e a resolução de conflitos no país.

“Agradecemos a decisão da OCDE de fazer sair o Estado de Timor-Leste do lote dos países frágeis. Peço a toda a população que dê o seu contributo para o fortalecimento da democracia, paz e estabilidade”, disse hoje o Ministro da Presidência do Conselho de Ministros (PCM), Fidélis Leite Magalhães, em declarações aos jornalistas, no Palácio do Governo.

O Ministro Fidélis Magalhães referiu ainda que a Ministra dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Adalgiza Magno, anunciou aos membros do Governo os resultados do Relatório “Estados  Frágeis 2020”, divulgado, ontem, 17 de setembro, que ditaram a saída oficial de Timor-Leste da lista dos países frágeis.

“O relatório refere que Timor-Leste registou uma diminuição da fragilidade em todas as dimensões, exceto na segurança, onde evidenciou um ligeiro aumento. Por outro lado, o documento  realça  o notável declínio na fragilidade económica e ambiental, fator que contribuiu decisivamente  para a saída de Timor-Leste, pela primeira vez, da lista dos estados considerados frágeis”, concluiu.

Jornalista: Domingos Piedade Freitas

Editor: Zezito Silva

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here