DÍLI, 30 de setembro de 2020 (TATOLI) –  O Conselho Superior de Defesa e Segurança (CSDS) e o Conselho de Estado (CE) recomendaram hoje ao Presidente da República, Francisco Guterres Lú Olo, que fosse remetida uma missiva ao Parlamento Nacional com o objetivo de aprovar uma nova declaração do alargamento do estado de emergência em Timor-Leste por mais 30 dias para fazer face à pandemia provocada pela covid-19.

“Quero informar o público de que na reunião que teve lugar na manhã de hoje entre o Presidente da República e o CSDS e posteriormente o Conselho de Estado,  foi discutida a proposta lançada pelo Governo. No final, os dois conselhos sugeriram ao Chefe de Estado que enviasse uma carta ao Parlamento Nacional para que possa proceder à sua votação junto dos deputados”, disse o Chefe da Casa Civil do Presidente da República, Francisco Vasconcelos, no Palácio Presidencial.

Francisco Vasconcelos lembrou ainda que, após a realização da discussão e aprovação a ter lugar no Parlamento Nacional, a proposta será de novo entregue a Lú Olo para então decretar a extensão do estado de emergência.

“A proposta de renovação do estado de emergência é idêntica à das anteriores, pelo que a prioridade continuará a incidir sobre as operações de controlo e vigilância nos diversos pontos de entrada sejam no aeroporto, porto ou particularmente na fronteira terrestre. A adoção desta medida visa no essencial prevenir a entrada ilegal de pessoas assim como o cumprimento do período de confinamento obrigatório nas várias unidades hoteleiras localizadas nos municípios e em Díli”, referiu.

A recomendação dada quer pelo CE quer pelo CSDS visa manter as medidas de restrição por forma a evitar o risco de importação da covid-19 e a sua transmissão local.

Jornalista: Domingos Piedade Freitas

Editor: Zezito Silva

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here