Foto: google

DÍLI, 30 de setembro de 2020 (TATOLI) – A Comissão Europeia anunciou hoje um novo programa de 22 milhões de euros (25,5 milhões de dólares) de “Apoio à Saúde em resposta à COVID-19 no Pacífico”.

O programa da União Europeia (UE) pretende melhorar a capacidade de 15 países, nomeadamente de Timor-Leste, que beneficiará de um apoio de dois milhões de euros (cerca de 2,3 milhões de dólares americanos), no combate e proteção eficaz contra a pandemia, em particular de pessoas que vivem em situações vulneráveis.

Serão entregues equipamentos, medicamentos e facultados serviços essenciais, que possibilitarão aos países diagnosticar, tratar e fazer uma melhor gestão dos casos de covid-19.

“A deteção precoce de casos permanece crítica nos países do Pacífico, que são altamente vulneráveis à importação da doença. Este apoio da UE visa assegurar o acesso contínuo aos kits de teste e à rápida identificação de casos de covid-19”, refere o documento a que a Tatoli teve hoje acesso.

O  comunicado recorda também que, face à redução do número de voos comerciais, “o programa contribuirá também para melhorar os serviços de transporte aéreo em rotas internacionais específicas na região do Pacífico e em Timor-Leste”.

As operações aéreas possibilitarão a circulação de pessoal humanitário e peritos técnicos bem como o fornecimento urgente de equipamento de proteção pessoal e outros artigos médicos.

“O programa complementará um programa em curso da UE que apoia os esforços dos parceiros do Pacífico para construir sistemas de saúde fortes, eficazes e resilientes. Irá também reforçar a vigilância e prevenção de doenças zoonóticas e melhorar a colaboração entre diferentes setores, tais como o ambiente, a saúde animal e a saúde pública”, acrescenta o documento.

O apoio da UE no combate à covid-19 atinge, com este programa, os 119 milhões de euros (138,3 milhões de dólares americanos), permitindo apoiar, além dos sistemas de saúde, uma redução do impacto económico e social da crise e a proteção de postos de trabalho na região.

O “Apoio à Saúde em resposta à COVID-19 no Pacífico” será implementado de acordo com as prioridades da equipa de gestão conjunta, liderada pela Organização Mundial de Saúde, em cooperação com o Programa Alimentar Mundial e a Comunidade do Pacífico.

Beneficiarão deste apoio 15 países – Ilhas Cook, Estados Federados da Micronésia, Fiji, Kiribati, Nauru, Niue, Palau, Papua Nova Guiné, República das Ilhas Marshall, Samoa, Ilhas Salomão, Timor-Leste, Tonga, Tuvalu e Vanuatu.

TATOLI

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here