Coordenador do Instituto Diplomático do MNEC, Aurélio Guterres.

DÍLI, 12 de outubro de 2020 (TATOLI) – O Coordenador do Ministério dos Negócios Estrangeiros e Cooperação (MNEC), Aurélio Guterres, disse hoje que os ministérios da Defesa e  Segurança, do Coordenador dos Assuntos Económicos, da Saúde e dos Negócios Estrangeiros e Cooperação promoveram um debate sobre o impacto da covid-19 em Timor-Leste.

“O MNEC levou a cabo um encontro que juntou dirigentes de vários ministérios para se debruçarem sobre a situação da covid-19 em Timor-Leste”, disse o Coordenador do MNEC, Aurélio Guterres, em declarações aos jornalistas, no Palácio Nobre.

O tópico central do encontro é os “Desafios estratégicos dos impactos da covid-19 para o desenvolvimento nacional e as oportunidades”.

” Hoje de manhã realizamos um encontro entre os dirigentes dos ministérios para falarmos sobre o impacto da covid-19”, referiu Aurélio Guterres.

O Coordenador do MNEC sublinhou ainda que o debate contou com os oradores, o ministro da Defesa e Segurança, Filomeno Paixão, Ministra da Saúde, Odete Belo, Ministra dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Adaljiza Magno, e o Ministro Coordenador dos Assuntos Económicos, Joaquim Amaral.

O Ministro da Defesa, Filomeno Paixão, disse, por sua vez, que a Polícia Nacional de Timor-Leste (PNTL), nomeadamente a Unidade de Patrulhamento das Fronteiras (UPF) e as Falintil – Forças de Defesa de Timor-Leste (F-FDTL), continuam a trabalhar em parceria junto à zona fronteiriça com o objetivo de suster uma eventual propagação do surto da covid-19 em Timor-Leste.

“O impacto da covid-19 nas duas forças que atuam na fronteira tem colocado novos desafios no seu dia a dia, sobretudo no acesso a água e no uso da casa de banho. A falta destes dois bens preciosos obriga a que as forças tenham de ir buscar água para beberem e cozinhar e a defecarem ao ar livre. Esta situação embaraçosa dificulta o patrulhamento, pelo que o Estado precisa de tomar em atenção este assunto”, referiu.

O governante acrescentou que as duas forças continuam a efetuar operações de controlo e vigilância nas fronteiras terrestres entre Timor-Leste e a Indonésia de modo a combater as entradas e saídas ilegais de pessoas.

Jornalista: Domingos Piedade Freitas

Editor: Zezito Silva

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here