Estudantes timorenses residentes em Israel. Imagem do facebook Mendonca.

DÍLI, 15 de janeiro de 2021 (TATOLI) – O Ministério da Agricultura e Pescas (MAP) procedeu já o envio de mais de 200 estudantes timorenses para Israel com o objetivo de frequentarem uma formação levada a cabo pela Arava International Center of Agriculture Training (AICAT).

O Diretor Nacional da Educação e Formação do Ministério da Agricultura e Pescas (MAP), Hipólito da Costa, disse que, no grupo que integra os mais de 200 jovens timorenses que participaram na formação sobre a agricultura moderna, 40% colocaram já em prática todos os seus conhecimentos.

Hipólito da Costa referiu ainda que o objetivo central da formação foi a aquisição de novas ferramentas relativas à agricultura moderna, tais como modelos de gestão e de liderança, além de moldar o pensamento dos jovens timorenses quanto à importância do setor agrícola para o desenvolvimento do país.

Recorde-se que Timor-Leste tem participado em diversas formações do AICAT desde 2015, no âmbito da cooperação entre o Governo de Timor-Leste e a Embaixada de Israel em Singapura. Este acordo de cooperação levou a que muitos dos jovens licenciados na área da agricultura pudessem aceder a formações suplementares.

O diretor incentivou, entretanto, os jovens a participarem no programa no sentido de aprofundarem os seus conhecimentos acerca de novas técnicas a serem usadas na produção agrícola para que possam dar o seu contributo ao Governo, ainda que de forma gradual.

Hipólito da Costa afirmou, por outro lado, que um grupo de jovens [antigos estudantes da AICAT] criou já um centro de agricultura, em Aileu, sublinhando ainda que outros ex-formandos estão neste momento a envidar esforços para que seja criada uma associação sua.

“O Governo mantém o seu apoio a quem queira investir no setor da agricultura mesmo que em pequena escala, contribuindo para o desenvolvimento do país”, referiu o Diretor Nacional, em Comoro, Díli.

No que diz respeito à formação, Hipólito da Costa lembrou que ao MAP coube a tarefa de organizar a parte administrativa no sentido de garantir a participação dos jovens timorenses na dita formação. Já o AICAT foi responsável por garantir as viagens bem como a estadia dos formandos em Israel.

Notícia relevante: Governo aloca 190 mil dólares americanos para repatriar em fevereiro jovens timorenses de Israel

Jornalista: Maria Auxiliadora

Editor: Zezito Silva

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here