DÍLI, 12 de abril de 2021 (TATOLI) – O Primeiro-Ministro, Taur Matan Ruak, está a acompanhar a situação  na Sala de Isolamento de Vera Cruz, relativamente à morte de um infetado por covid-19. Neste sentido, pediu aos profissinais de saúde que não cedessem a qualquer tipo de pressão.

“Hoje de manhã, o ex-Presidente da República e ex-Primeiro-Ministro, Xanana Gusmão, tentou impedir o Governo timorense de realizar uma cerimónia fúnebre segundo o protocolo da covid-19 no cemitério de Metinaro”, como consta do documento a que a Tatoli teve acesso.

No seguimento desta situação, alguns populares mostraram a sua insatisfação com os profissionais de saúde, atirando pedras a uma ambulância e a membros da equipa.

“Encorajo os médicos e as equipas de saúde na linha de frente a continuarem o trabalho, sem tristeza e com esperança, pois o Governo  está do vosso lado”, referiu.

“Lamento a situação de Vera Cruz, que não deveria ter acontecido. Ouvi dizer que algumas pessoas atiraram pedras a uma ambulância. Esta atitude não ajuda o Governo no combate à covid-19 em Timor-Leste”, disse.

Taur Matan Ruak acrescentou que, enquanto Primeiro-Ministro, manifesta solidariedade e apoio aos profissionais de saúde na Sala de Situaçăo.

Jornalista: Domingos Piedade Freitas

Editor: Zezito Silva

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here