Primeiro-Ministro, Taur Matan Ruak.

DÍLI, 30 de julho de 2021 (TATOLI) – O Primeiro-Ministro timorense, Taur Matan Ruak, disse hoje que o Oitavo Governo Constitucional mantém o seu compromisso com os grandes desígnios nacionais desenvolvidos no Plano Estratégico de Desenvolvimento Nacional (PEDN) e com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), assumidos perante a comunidade internacional.

Os ODS visam combater a fome, a pobreza e a desnutrição, promover a igualdade e a inclusão, melhorar e expandir as infraestruturas essenciais para a conetividade do país e continuar a promover as reformas essenciais da administração pública, da justiça, da descentralização e ordenamento do território e da fiscalidade e impostos, consideradas fundamentais para o impulsionamento da produtividade e competitividade do país.

Matan Ruak referiu ainda que o Governo continua empenhado em concretizar as prioridades e compromissos assumidos para com o país. O programa do Governo coloca os cidadãos no centro da atividade política, nomeadamente na necessidade de proporcionar melhores serviços de educação, de saúde, de eletricidade, de água e saneamento, de segurança social e de formação profissional, capazes de fomentar o aparecimento de novas oportunidades criativas e produtivas.

O Executivo compromete-se com a diversificação económica e com o reforço do setor privado, o qual deseja tornar cada vez mais forte e capacitado para se transformar no verdadeiro motor do desenvolvimento nacional.

“Neste sentido, estamos a promover uma consulta alargada para efetuar a revisão do Plano Estratégico de Desenvolvimento Nacional de modo a reorientar a transformação económica e a adaptar os diferentes objetivos, modelando-os às novas realidades do país e do mundo”, disse o Primeiro-Ministro, Taur Matan Ruak, na reunião com os Parceiros de Desenvolvimento, no Ministério das Finanças, em Aitarak-Laran, Díli.

O Chefe do Governo deseja que Timor-Leste assuma uma posição mais resiliente a crises futuras, menos dependente das importações, com mais produção e variedade de produtos – mais criativos e inovadores.

“Um país menos dependente dos rendimentos do petróleo, capaz de atrair investimentos e de proporcionar um bom ambiente de negócios que tirem proveito das nossas potencialidades na agricultura, nas pescas, na indústria e no turismo”, avançou.

Taur pretende igualmente um país mais amigo do ambiente, mais sensível às necessidades de género, de igualdade e tolerância, mas também mais comprometido com os deveres de empenho, de compromisso e de trabalho em equipa interdisciplinar ou multissetorial.

“O Chefe do Governo quer um país mais eficaz e eficiente na implementação dos projetos, no alcance das metas e objetivos, no gasto criterioso dos recursos, na necessidade de transparência e na prestação de contas, com uma verdadeira avaliação de resultados a curto, médio e longo prazos”, concluiu.

Notícia relevante: Chefe do Governo destaca importância de parceiros de desenvolvimento no combate a covid-19

Jornalista: Domingos Piedade Freitas

Editora: Maria Auxiliadora

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here