Arcebispo Metropolitano de Díli, Dom Virgílio do Carmo da Silva. Imagem da Tatoli/Egas Cristovão.

DÍLI, 13 de agosto de 2021 (TATOLI) – O Arcebispo de Díli, Dom Virgílio do Carmo da Silva, informou o Primeiro-Ministro, Taur Matan Ruak, sobre a iniciativa da Arquidiocese de Díli de criar a Universidade Católica Timorense (UCT) em Balide, Díli.

“Realizámos um encontro com o Primeiro-Ministro, Taur Matan Ruak, com o objetivo de atualizar algumas informações sobre a criação da Universidade Católica”, disse o bispo de Díli, após o término do encontro com o Chefe do Governo, no Farol, em Díli.

Dom Virgílio do Carmo salientou ainda que o documento da UCT ainda está no Ministério do Ensino Superior, Ciência e Cultura (MESCC) para análise e posterior autorização de início das atividades letivas. Assim, a equipa pretende apresentar o assunto em causa ao Chefe do Governo para lhe dar conhecimento.

É de lembrar que o Arcebispo de Díli entregou, a 16 de julho de 2021, os documentos ao MESCC.

O responsável máximo da igreja católica em Timor-Leste referiu ainda que o MESCC e a equipa instaladora da Arquidiocese de Díli continuam em contacto para completarem os documentos necessários à abertura desta universidade.

O bispo recordou também que a criação da universidade foi uma iniciativa do Bispo Dom Carlos Filipe Ximenes Belo há duas décadas. Posteriormente, Dom Alberto da Silva começou a construção das instalações, mas não conseguiu terminar.

“Até agora, não tivemuito tempo para continuar com esta iniciativa, mas atualmente quero continuar os esforços anteriores para a conclusão desta universidade”, avançou.

O bispo acrescentou que o Primeiro-Ministro apoiou a criação da Universidade Católica.

Recorde-se que Dom Virgílio tinha antes dito que a UCT começaria com quatro faculdades, duas de ciências sociais e duas de exatas.

“A Faculdade de Ciências Sociais será composta pelos Departamentos de Educação, Língua – sobretudo a Língua Portuguesa – e Arte e será criada também a Faculdade de Ciências Humanas. Se abrirmos, criaremos também a Faculdade de Medicina e de Agricultura”, sublinhou recentemente.

O eclesiástico acrescentou que a reabilitação das infraestruturas desta universidade já atingiu 80%.

“A equipa instaladora já preparou o programa e tem, neste momento, 50 profissionais, detentores de mestrado e doutoramento. Irá envolver também docentes internacionais, mas a maioria será nacional”, referiu.

Também a Diretora Geral do MESCC, Maria Filomena Lay Guterres, tinha antes afirmado que a equipa instaladora da UCT já tinha entregue os seus documentos e completado todos os requisitos do padrão de licenciamento.

“Se a documentação não estiver completa, a equipa terá um prazo de três a seis meses para a completar. No entanto, penso que a documentação estará já completa. Contudo, cabe ao ministério, sobretudo à direção geral, analisar os documentos e dar a resposta”, referiu.

Notícia relevante: Diocese de Díli entrega hoje documentos a MESCC para iniciar UCT

Jornalista: Domingos Piedade Freita

Editora: Maria Auxiliadora

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here