DÍLI, 14 de setembro de 2021 (TATOLI) – A Presidência da República iça a bandeira nacional a meia haste para relembrar o antigo Chefe de Estado de Portugal, Jorge Sampaio, que faleceu a 10 de setembro de 2021.

O Governo de Timor-Leste decretou ontem três dias de luto nacional pelo falecimento do antigo Presidente da República Portuguesa, Jorge Sampaio, em todo o território nacional durante três dias.

O Presidente da República, Francisco Guterres Lú-Olo, escreveu uma carta ao seu homólogo Marcelo Rebelo de Sousa para apresentar as suas condolências à família enlutada e ao povo português.

Segundo a nota, Jorge Sampaio foi exemplar na vida política, pela sua seriedade e coerência.

“Timor-Leste perde um amigo e companheiro no momento decisivo da vida do país. Uma pessoa extraordinária, inteligente e com bom coração, sempre preparado para agir. Jorge Sampaio foi exemplar na vida política pela sua seriedade e coerência. Foi figura de inspiração para todos em várias causas públicas”, disse.

Noticia relevante: Primeiro-Ministro expressa profundo pesar pela morte de Jorge Sampaio

Jorge Sampaio foi uma figura marcante da história de Portugal, um lutador incansável pela liberdade e  democracia. Lutou pela justiça, paz e liberdade de diálogo.

Taur recordou que Sampaio acompanhou em 1996 a atribuição do prémio Nobel da Paz em Oslo aos timorenses.

“Quando a Indonésia começou a mostrar sinais de que mudaria a sua posição em relação a Timor-Leste, Jorge Sampaio, como Chefe de Estado, promoveu imediatamente uma campanha pela causa timorense, mostrando o seu profundo conhecimento do contexto internacional e visão estratégica”, recordou.

Depois do referendo de 1999 e consequente violência, o dirigente trabalhou incansavelmente para travar a tragédia emTimor.

Jornalista:  Osória Marques

Editora: Cancio Ximenes/Tradutora: Jesuína Xavier

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here