Presidente da Comissão Nacional das Eleições (CNE), José Agostinho Belo. Imagem TATOLI/Anito Soares.

DÍLI, 17 de setembro de 2021 (TATOLI) – O Presidente da Comissão Nacional das Eleições (CNE), José Agostinho Belo, recomendou ao Secretariado Técnico da Administração Estatal (STAE) que resolvesse os problemas de funcionamento de alguns equipamentos no terreno, sob a supervisão da CNE.

Os funcionários da CNE estão ainda a supervisionar o trabalho do STAE, nomeadamente o recenseamento eleitoral em todos os postos administrativos.

É de lembrar que o recenseamento eleitoral e a atualização da base de dados em Timor-Leste começaram no passado dia 1 de julho.

“A supervisão da CNE ao trabalho do STAE foi adequada e organizada. No entanto, durante a nossa observação nos municípios, registámos alguns problemas de funcionamento em vários equipamentos, nomeadamente em computadores e impressoras. Recomendamos, por isso, ao STAE que resolva estes problemas de modo a facilitar o registo eleitoral”, disse o presidente à Tatoli.

José Agostinho salientou ainda que a CNE apreciou o trabalho do Secretariado Técnico da Administração Estatal (STAE) no terreno.

Já o Diretor-Geral deste secretariado, Acilino Branco, disse que a sua instituição terá em conta as recomendações da CNE para acelerar o trabalho nos postos administrativos.

“O STAE registou na sua base de dados 846.352 eleitores. Registámos 6.017 novos eleitores entre janeiro e julho deste ano e atualizámos os dados de 5.124”, disse o diretor à Tatoli, em Caicoli, Díli.

Jornalista: Domingos Piedade Freitas

Editora: Maria Auxiliadora

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here