DÍLI, 27 setembro 2021 (TATOLI) – Oito novos elementos das FALINTIL-Forças de Defesa de Timor-Leste (F-FDTL) foram demitidos e substituídos por suplentes devido ao envolvimento em grupos de artes marciais e em outros crimes, à ausência no primeiro encontro dos admitidos e à inexistência da declaração sobre o estado civil.

As informações foram dadas pelo Chefe do Estado-Maior-General das F-FDTL, o Tenente-General Lere Anan Timur.

Lere avançou ainda que entraram hoje no Centro de Formação e de Treino (CFT) das F-FDTL, em Metinaro, 600 novos militares, que frequentarão nos próximos seis meses a formação e o treino militar.

O Tenente-General Lere Anan Timur recordou que o papel das forças armadas é manter a ordem e a soberania do país.

“No centro de formação, os instrutores vão conduzir testes físicos e psicológicos a novos militares, que têm de estar prontos a qualquer hora para defender a pátria e o povo”, afirmou Lere Anan Timur, à margem da cerimónia da incorporação dos novos recrutas, no Quartel-General das F-FDTL, em Fatuhada.

Lere Anan Timur lembrou também que os princípios das F-FDTL são “honestidade, lealdade, cumprimento da ordem do comando e amor à pátria e ao povo”.

Apelou, por último, aos jovens militares que se mantenham unidos em situações difíceis.

Jornalista: Afonso do Rosário

Editor: Zezito Silva

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here