O Aeroporto Internacional Presidente Nicolau Lobato (AIPNL).

DÍLI, 06 de outubro de 2021 (TATOLI) – O Governo autorizou a celebração de dois contratos de financiamento com o Banco Asiático de Desenvolvimento (BAD) para o projeto de expansão do Aeroporto Internacional Presidente Nicolau Lobato (AIPNL), em Díli.

“Este projeto já havia sido objeto de discussão na reunião do Conselho de Ministros de 15 de setembro de 2021, contudo, devido à introdução de algumas alterações na fase de redação final, tornou-se necessário submetê-lo a nova deliberação”, disse o Ministro da Presidência do Conselho de Ministros, Fidélis Magalhães, no Palácio do Governo, em Díli.

Recorde-se que o Executivo timorense e o BAD assinaram, a 1 de outubro de 2021, um acordo de empréstimo no valor de 135 milhões de dólares americanos para a expansão do AIPNL.

Na mesma ocasião, foi também assinado um acordo de financiamento de cerca de 44 milhões de dólares entre o Vice-Ministro dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Julião da Silva, e o Embaixador do Japão em Timor-Leste, Masami Kinefuchi, para o projeto em causa.

O acordo de empréstimo foi assinado pelo Ministro das Finanças timorense, Rui Gomes, e pelo representante do BAD, Sunil Mitra.

O Governo de Timor-Leste prevê também 30 milhões de dólares para financiar as obras de construção civil, aquisição de terreno, compensação ambiental e outros custos de reassentamento das famílias que residem perto do aeroporto.

Fazem parte do projeto a extensão da pista de aterragem, a construção de uma nova torre de controlo, pátios e estacionamento, bem como a instalação de um sistema de iluminação de obstrução aérea.

Timor-Leste irá cumprir os padrões de segurança e garantirá a eficiência do transporte aéreo, melhorando a conetividade com os países vizinhos na Ásia Pacífico, promovendo o turismo e outros setores económicos para apoiar o país na diversificação económica e na adesão à ASEAN.

“É necessário melhorar a conetividade aérea para o desenvolvimento do turismo e o crescimento económico. Se garantirmos as condições de segurança do aeroporto, facilitaremos a troca de bens, serviços, conhecimentos e ideias através da ligação com grandes cidades asiáticas”, afirmou o Ministro Rui Gomes, no seu discurso, na cerimónia em causa, em Aitarak-Laran, Díli.

Timor-Leste precisa de melhorar a sua capital em termos de recursos humanos, investimento e conetividade aérea de modo a promover o seu crescimento económico.

Também o Diretor-Geral do Departamento Regional do Sudeste Asiático do BAD, Ramesh Subramaniam, destacou a importância da melhoria da conetividade aérea económica, sobretudo no país.

“Timor-Leste registou, no ano passado, uma redução do crescimento económico, o que mostra uma queda de 90% na conetividade aérea”, sublinhou.

Segundo o comunicado do BAD, o aeroporto de Díli tem uma pista curta, ligando o país apenas com a Austrália, Indonésia e Singapura e não preenche os requisitos da Organização da Aviação Civil Internacional, que defende, por isso, a necessidade de adotar medidas de segurança para evitar futuras penalizações.

O comunicado assegura ainda que o BAD está empenhado em alcançar uma Ásia  Pacífico próspera, inclusiva, resiliente e sustentável, mantendo esforços para erradicar a pobreza extrema na região.

O projeto baseia-se no Plano Estratégico do Desenvolvimento Nacional de 2011 a 2030, principalmente no que toca ao desenvolvimento de infraestruturas para estimular o crescimento económico e reduzir a desigualdade.

“Timor-Leste está a esforçar-se para diversificar a economia, uma vez que os campos de petróleo representam mais de metade do seu produto interno bruto”, concluiu.

Jornalista: Domingos Piedade Freitas

Editora: Maria Auxiliadora

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here