Imagem TATOLI/Felicidade Ximenes.

DÍLI, 27 de outubro de 2020 (TATOLI) – Mais de mil alunos receberam hoje a primeira dose da vacina contra a covid-19, no âmbito do lançamento da vacina da Pfizer, em Díli.

Segundo os dados do Ministério da Saúde, foram hoje vacinados 350 estudantes da Escola 4 de Setembro, 300 da Nobel da Paz, 400 da 30 de Agosto, 53 da Recorrente de Becora, 64 do Centro Salon e 84 de Nú Laran.

A Ministra da Saúde, Odete Freitas Belo, disse que esta vacina tem 95% de eficácia.

“A vacina visa evitar a mortalidade das crianças. Esta foi analisada pela Organização Mundial de Saúde”, afirmou no seu discurso, no âmbito do primeiro lançamento nacional da vacina da Pfizer, na Escola 30 de Agosto, em Comoro.

A governante referiu que Timor-Leste precisa de voltar à normalidade.

Já o Ministro da Educação, Juventude e Desporto, Armindo Maia, disse que o Governo envida todos os esforços para obter apoio dos parceiros.

“Os pais e os professores têm de apoiar o Governo para promover a saúde pública e proteger os seus filhos, pois são da nossa responsabilidade”, afirmou.

Já o Encarregado de Negócios da Embaixada dos Estados Unidos da América (EUA) em Timor-Leste, Tom Daley, disse que a parceria é fundamental para o combate à covid-19.

O encarregado garantiu que o Governo americano mantém o apoio a Timor-Leste e garante a qualidade da vacina para as crianças.

É de lembrar que os EUA ofereceram, através do mecanismo COVAX, 100.620 doses da vacina da Pfizer a Timor-Leste, que se destina aos jovens com idades entre os 12 e os 17 anos de todo o território.

De acordo com o plano apresentado no dia 22 de setembro pelas responsáveis pela Elaboração e Coordenação da Execução do Plano de Vacinação contra a Covid-19, a vacina será administrada nas escolas de Díli e os primeiros 50 mil jovens vacinados serão alunos do 6.º ao 11.º ano de escolaridade de municípios pré-selecionados.

Numa segunda fase, serão inoculados os restantes jovens que não se encontram registados nas escolas.

As duas doses desta vacina serão administradas com um intervalo de 21 dias. A preparação das condições necessárias de armazenamento das vacinas está acautelada pelo SAMES com o apoio técnico e financeiro da UNICEF.

Jornalista: Jesuína Xavier

Editora: Maria Auxiliadora

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here