Imagem/Google.

DÍLI, 29 de novembro de 2021 (TATOLI) – Mais de 140 fumadores receberam consultas de cessação tabágica na unidade de reabilitação de fumadores, no Centro de Saúde do Bairro Formosa, em Díli.

O enfermeiro do centro de reabilitação de fumadores, Joanico Ramos, recordou que a unidade já tinha antes recebido mais de 40 fumadores para aconselhamento a deixar de fumar.

“Após o lançamento, recebemos um total de 144 fumadores para tratamento de cessação tabágica, entre os quais 107 foram medicados, 26 continuam apenas com consultas preventivas e 33 com aconselhamento”, afirmou o enfermeiro à Tatoli, no Bairro Formosa, em Díli.

Joanico Ramos sublinhou ainda que há mudanças nos fumadores depois de receberem conselhos e medicamentos antitabaco.

“Cada fumador recebeu o tratamento com medicação a cada duas semanas durante três meses. Contudo, continuamos a observar o seu estado de saúde. Quando houver evolução, paramos a toma do fármaco”, acrescentou.

O enfermeiro disse ainda que o centro tem dois tipos de medicamentos antitabaco: Nicotex agulha e Nicotex adesivo.

“Temos dois tipos de medicamentos em diferentes doses. Administramos quatro gramas de Nicotex agulha a um fumador com mais de três maços diários, ou seja, que fuma a cada cinco minutos”, frisou.

Segundo Joanico Ramos, os fumadores de um maço diário recebem 21 miligramas de Nicotex adesivo e os de dez cigarros diários 14 miligramas de Nicotex adesivo.

O enfermeiro acrescentou que a equipa de reabilitação começou a coordenar-se com a Direção de Serviço de Saúde de Ermera para criar mais um centro de reabilitação neste município, salientando que outros se seguirão nos vários municípios.

Recorde-se que o Ministério da Saúde (MS) já inaugurou, em outubro, a unidade de reabilitação de fumadores no Centro de Saúde do Bairro Formosa, em Díli, e a linha de apoio, direta e gratuita, com o número 11113.

A Ministra da Saúde, Odete Belo, tinha antes lembrado que o Governo criou um decreto-lei para a redução do tabagismo no país.

“O Governo tinha antes investido em publicidade relativa à prevenção de tabaco através de imagens nos maços de cigarros. Ao fumar, pode contrair doenças parecidas com as que constam das imagens. Foi a primeira vez que este tipo de publicidade foi implementado no nosso país”, afirmou a governante.

Odete Belo destacou ainda a importância da criação deste espaço e de imagens publicitárias de modo a diminuir o tabagismo no país.

“A criação deste centro visa permitir o tratamento dos fumadores que querem deixar o cigarro. Há várias alternativas para a prevenção do tabagismo. Contudo, temos dificuldade em aumentar a taxa aplicada ao preço do tabaco”, disse.

Notícia relevante: MS lança centro reabilitação de fumadores e linha de apoio gratuita

Jornalista: Isaura Lemos de Deus

Editora: Maria Auxiliadora

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here