Tais de Timor-Leste.

DÍLI, 18 de janeiro de 2022 (TATOLI) – O Parlamento Nacional (PN) timorense aprovou, hoje, a data de 14 de dezembro como o Dia Nacional do Tais.

“Os resultados da votação ditaram 47 votos a favor, zero contra e zero abstenções”, anunciou o Presidente do Parlamento Nacional, Aniceto Guterres, na sessão plenária.

Já a deputado Maria Angelina Sarmento Lopes, um dos proponentes, disse que a resolução em causa constitui um consenso coletivo do Parlamento Nacional.

“Neste projeto de resolução, propomos a data de 14 de dezembro como o Dia Nacional do Tais que coincide com a classificação do Tais como Património Cultural Imaterial da UNESCO”, disse Maria Angelina Sarmento Lopes, durante a sua intervenção no plenário.

A deputada solicitou ainda ao Governo que defina uma estratégia nacional na promoção e valorização do Tais a nível nacional e internacional como um produto turístico. Pediu ainda que fosse estabelecida uma política para incluir no currículo escolar do Ensino Básico uma disciplina que aborda o Tais.

O atual Vice-Presidente do PN destacou a necessidade de promover uma formação sobre o processo de tecelagem junto dos jovens com o propósito de promover a transferência de conhecimentos e criar uma indústria têxtil sobre a produção do Tais.

“Solicitámos que o dia 14 de dezembro seja o dia obrigatório para todos os cidadãos utilizarem o Tais como forma de simbolizar a nossa identidade nacional”, sugeriu.

A deputada acrescentou que a promoção do tecido tradicional timorense tem um valor económico e educativo.

“Precisamos de manter a sua originalidade, o processo de produção e criação de uma base legal para impedir a comercialização, ou seja, a replicação do produto fabricado. Quanto à parte educativa, queremos introduzir o processo de tecelagem como matéria didática das ciências naturais para assegurar a sua sustentabilidade”, salientou.

Também a deputada, Maria Gorumali Barreto, recomendou ao Ministério da Agricultura e Pescas (MAP) que prestasse atenção aos agricultores para incentivarem o cultivo do algodão que considera uma matéria-prima da produção do Tais.

A deputada pediu também ao Governo que garanta a qualidade da sua produção.

Os proponentes foram os deputados Maria Angelina Sarmento Lopes, Maria Gorumali Barreto, Helena Martins Belo e António Verdial.

Notícia relevante: SEAC apresentará proposta para decidir 14 de dezembro como Dia Nacional do Tais

Jornalista: Afonso do Rosário

Editora: Maria Auxilidora

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here