Endang Soares, a Diretora-Executiva do Laboratório Nacional de Saúde (LNS).

DÍLI, 11 de maio de 2022 (TATOLI) – O Laboratório Nacional de Saúde (LNS) arrecadou, no primeiro trimestre, cerca de 55 mil dólares americanos, provenientes das cobranças aplicadas aos testes de Covid-19 e de diagnóstico da tuberculose e microbiologia.

“Aplicamos diferentes custos a cada teste. Cobramos 35 dólares para o teste PCR, cujo resultado se obtém entre 48 e 72h, e 40 dólares para a despistagem da GeneXpert Covid-19, com os resultados entre 24h e 48h”, afirmou a Diretora do LNS, Endang Soares da Silva, em Bidau, Díli.

Segundo a responsável, o montante das cobranças permite fazer a manutenção dos equipamentos e para adquirir  novas máquinas e reagentes.

Endang Soares da Silva revelou que o LNS elaborou uma proposta para criar um regulamento que contemple o pagamento de testes de qualidade de alimentos e água no país.

“Precisamos de uma regra para cobrar o custo de testes à qualidade da água e dos alimentos, pois neste momento efetuamos esse serviço gratuitamente”, acrescentou.

 Jornalista: Isaura Lemos de Deus

Editora: Maria Auxiliadora

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here