Presidente eleito, José Ramos Horta, e o Presidente do Parlamento Nacional, Aniceto Guterres. Imagem Tatoli/Francisco Sony.

DÍLI, 12 de maio de (TATOLI) – O Presidente do Parlamento Nacional e o Presidente eleito discutiram hoje o anúncio oficial do documento sobre a “Fraternidade Humana em prol da Paz Mundial e da Convivência Comum”, no âmbito da cerimónia da tomada de posse, em Tasi Tolu.

O documento já foi assinado pelo Papa Francisco e o Grão Imame de Al-Azhar Ahamad Al-Tayyib, no dia 04 de fevereiro de 2019, em Abu Dhabi.

Aniceto Guterres disse que o Parlamento Nacional realiza, hoje à tarde, a sessão plenária extraordinária para discussão e votação do projeto de resolução 93/V(4a), sobre este documento.

“O documento vai ser anunciado oficialmente ao público, no âmbito da cerimónia de tomada de posse do eleito Presidente da República, José Ramos Horta, em Tasi Tolu”, disse Aniceto Guterres, em declarações aos jornalistas, no Parlamento Nacional.

O Presidente adiantou ainda que o Estado timorense vai adotar oficialmente, no próximo dia 20 de maio, o documento em causa.

Notícia relevante: Ramos Horta pede a PN ratificação do documento “Fraternidade Humana em prol da Paz Mundial”

José Ramos Horta realçou a importância da paz e fraternidade humana. Solicitou, por isso, ao Governo que implemente o documento no currículo escolar para inspirar estudantes e jovens timorenses.

O premiado Nobel da Paz acrescentou que os líderes nacionais, Marí Alkatiri, Kay Rala Xanana Gusmão, Taur Matan Ruak e Francisco Guterres ‘Lú Olo’ concordaram com a implementação do documento no país.

Pode ler: Documento sobre a “Fraternidade Humana em prol da Paz Mundial e da convivência comum” assinado pelo Papa Francisco e o Grão Imame de Al-Azhar Ahamad al-Tayyib | Francisco (vatican.va)

Jornalista: Domingos Piedade Freitas

Editora: Maria Auxiliadora

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here